quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Protesto de pescadores contra Belo Monte afeta barragem do Xingu

http://terramagazine.terra.com.br/blogdaamazonia/blog/2012/09/20/protesto-de-pescadores-contra-belo-monte-afeta-barragem-do-xingu/


Um grupo de pescadores impediu nesta quinta-feira a saída da balsa que leva maquinas e trabalhadores para as obras da barragem da usina de Belo Monte, em Altamira (PA). O grupo montou acampamento em uma das ilhas próximas à obra de barramento definitivo do Rio Xingu, a ensecadeira do sitio Pimental.
Os pescadores protestam contra a decisão do Ibama de permitir o fechamento definitivo do rio sem que a categoria tenha sido consultada e informada sobre como poderão desenvolver suas atividades, ou como se dará a transposição dos barcos sobre a barragem.
Leia mais:
Belo Monte abre caminho para garimpo bilionário no Rio Xingu
- O rio é nosso e viemos pra pescar. Não tem como proibir a pesca, nós temos de exercer o nosso trabalho – disse Lucio Vale, presidente da Colônia de Pescadores de Altamira.
Os manifestantes decidiram permanecer no local por tempo indeterminado. Eles exigem a presença da Norte Energia e do Ibama para negociar algumas demandas imediatas ligadas à atividade de pesca, como indenizações para o setor e autorizações para a pesca de espécies sensíveis.
Ana Laide Barbosa, do Movimento Xingu Vivo, disse que os pescadores estão sentindo uma redução de cerca de 50% na produção de peixes.
- O rio está secando. Muitas espécies não desovaram no último ano em função da intervenção da Norte Energia no rio, tem muito peixe morrendo, e em alguns locais a empresa quer impedir o trabalho dos pescadores.
Um grupo de pescadores de peixes ornamentais se juntou na noite de quarta-feira ao grupo e exige a presença do Ibama para negociar a pesca de espécies que são encontradas apenas na região da barragem, e que vão morrer com a intervenção da Norte Energia.
- Eles argumentam que, se estas espécies vão morrer, o Ibama deve liberar sua coleta aos pescadores de peixes ornamentais para que sejam salvos e comercializados – acrescentou Ana Laide.

Um comentário:

  1. felipe do santos gatinho rocha ou puxirum24 de setembro de 2012 16:14

    como filho de um homem que muito teve de pescar para me sustentar, lamento que vocês, pescadores do xingu, estejam sofrendo das misérias humanas, tanto da esquerda, quanto da direita

    mas não vamos mudar o mundo com lamento, nem com heroísmo-martírio da quadrilha católica, e sim com as armas, contra os mafiosos donos do capital e seus exércitos

    e pra isso a gente precisa, penso eu, sair do cabresto das instituíções, que nos fazem disperdiçar tanta força por caminhos que alimentam os piores inimigos: os que estão por trás ou do nosso lado, (ainda que os cursos e discursos tentem dizer o contrário) já que fica mais difícil de se defender nesta situação

    então recomendo a anulação do voto nesta (e em todas eleições), a organização auto gestionária, quer dizer, autonoma, sem essas vanguardas quadrilheiras que respondem socialmente pelo nome de movimentos sociais

    ResponderExcluir